Eu tenho um lado

0
329
CEMITÉRIO

Eu não podia deixar de escrever sobre a vereadora do Psol executada alguns dias atrás. Existem muita celeuma a respeito do caso, sem que as investigações tenham terminado, com a conclusão da materialidade e da autoria do crime. Por enquanto, há especulações de todo tipo, apenas isso, entremeadas por verdades e mentiras em igual proporção.

O que seria verdade? Fatos irrefutáveis: Marielle foi morta com 4 tiros na cabeça, a arma usada foi uma pistola 9mm, ela voltava de um debate com jovens negras, trabalhou com direitos humanos e com o deputado estadual Marcelo Freixo, fez críticas recentes à polícia de Acari, foi eleita com cerca de 46 mil votos.

Conforme apurado, 1,6 mil desses votos foram de eleitores da Maré e arredores. O Complexo da Maré, onde Marielle se criou, é dominado por duas facções criminosas rivais: o Comando Vermelho e o Terceiro Comando Puro, além de milícias. O eleitorado de Marielle, com base em dados do Tribunal Regional Eleitoral do Rio, se concentrou nas zonas eleitorais do Leblon e da Gávea, de Copacabana, Ipanema e Lagoa — regiões onde, não se pode esquecer, existem diversas comunidades. Botafogo, Urca, Humaitá e Jardim Botânico também tiveram forte participação em sua eleição, assim como as zonas eleitorais do Catete, da Glória e da Lapa, além daquelas no Maracanã e na Tijuca, todos esses bairros conhecidos por sediarem favelas.

Vidigal a Santa Marta em Botafogo com centenas de eleitores e chefiada por organização criminosa como o Comando Vermelho, por exemplo. Tijuca com mais de 15 favelas chefiada por organizações criminosas, entre elas o Borel. Gávea tem a maior favela do país, a Rocinha. Copacabana, a princesinha do mar, tem tantas outras comunidades, entre elas Pavão Pavãozinho e Cantagalo. E por aí vai…

Assim, o discurso de que a vereadora foi eleita pelos ricos, e não pelo PCC, não se sustenta. E nem todos da Zona Sul são da esquerda caviar. Pela natureza do PSOL, eu acredito mais nas instituições como a PM, a Polícia Civil e a Polícia Federal. Somente quando as investigações terminarem, dependendo de que lado o pêndulo da justiça cair e o que for descoberto sobre a autoria, será possível saber a verdade ou não.

COMPARTILHAR
Artigo anteriorA estreia nada extraordinária do novo Ministério
Próximo artigoCrime é escolha
admin
Agente de Polícia Federal Bacharel em Direito Licenciado em Administração de Empresas Foi Instrutor Academia Nacional de Polícia Palestrante na área de Segurança Pública Fundador do Movimento Brasil Futuro (MBF) Consultor de Cenários Políticos Consultor de Estratégia de Segurança Pública

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here