Minha nota de repúdio à Senhora Carla Zambelli

0
552
CARLA ZAMBELLI

Como muita surpresa  recebi nas redes sociais um vídeo do “NasRuas”, movimento administrado por Carla Zambelli, no qual agride Policiais Federais em sua busca pela melhoria da Segurança Pública. Vídeo este com nenhum fundamento e conhecimento de causa chegando a ser de uma desonestidade intelectual incrível.

Vamos aos fatos: Carla Zambelli vem há muito tempo agredindo os policiais federais e criando uma cizânia dentro da corporação, prejudicando inclusive as investigações da Lava Jato, que na sua maioria são realizadas por agentes federais. A sua luta não é o combate à corrupção e sim a aprovação da PEC da autonomia, reprovada pela maioria dos servidores da Polícia Federal e principalmente pelo Ministério Público Federal. Essa matéria está sendo debatida exaustivamente no Congresso. Nunca vi uma obsessão como a demonstrada por essa senhora contra os agentes da polícia federal, que grava vídeos com falas agressivas. Nenhum outro movimento jamais optou por agredir os policiais federais, ao contrário, costuma exaltar sua atuação. Carla Zambelli usa sempre a imagem do Departamento da Polícia Federal e suas operações para se promover. A militância dela sempre foi navegando da extrema esquerda à extrema direita. Foi intervencionista, revoltados online, foi comunista do FEMEN e outros muitos movimentos até sair brigada com todos. Não pode entrar no congresso sem autorização de um parlamentar, participou de encontros com o PSDB de Aécio Neves até se estabelecer no NasRuas.

O vice-presidente da Fenapef, Flávio Werneck, foi convidado para uma reunião no Ministério do Planejamento quando comunicaram que o reajuste de janeiro de 2018 seria adiado para janeiro de 2019. Seguiu-se um ambiente mais tenso, com justa causa, depois de mais de oito anos sem nenhum reajuste. Werneck discursou com tom mais forte na defesa dos interesses da Polícia Federal. Não tem nada a ver com o tal imposto sindical. Não houve também nenhuma ameaça a qualquer força policial, como Carla Zambelli erroneamente comentou em seu vídeo, https://www.facebook.com/nasruas/videos/1476059352485957/ pois sempre atuamos juntos e temos uma excelente parceria com as polícias civis, militares, Policiais Rodoviários Federais, Guarda Municipal  e com as Forças Armadas também, tendo assim uma covivencia respeitosa.

Nossa estrutura: A Fenapef tem um quadro eleito por policiais federais, que representa todos os interesses da categoria junto ao governo federal, tem um escritório de advogados que está à disposição de todos associados, tanto nas lides privadas, como nas ocorrências da profissão. Seus familiares também têm acesso aos advogados pagos pela federação. Sobre a contribuição, os associados pagam voluntariamente, porque o funcionário público não paga o imposto sindical. Houve uma tentativa em fevereiro, cancelada em março. “ O governo federal revogou a obrigação de servidores públicos pagarem a contribuição sindical. A mudança foi definida pela Portaria Normativa 3/2017 do Ministério do Trabalho e Emprego, que anulou a IN 1 da pasta publicada em fevereiro deste ano” ou seja não pagamos imposto sindical.

Outro dia eu vi um vídeo da Senhora Carla Zambelli dizendo que tinha falando com alguns generais que afirmaram que o Exército Brasileiro é de direita. Eu digo ao NasRuas que tanto o Exército, como a Polícia Federal, são instituições republicanas sem ideologia, apartidárias, feitas por heróis anônimos, que estão dispostos a entregar a própria vida para o bem da sociedade.

Eu conheço pessoalmente Carla Zambelli fizemos algumas ações aqui em Brasília e sei o que ela é capaz de fazer para se tornar visível, deixa de pregar o ódio! Sou membro de dois Movimentos, sou um dos fundadores de um e representante de outro aqui em Brasília, participei de todas as manifestações desde 2013, na capital federal, em SP e no RJ. Sou policial federal e sei o que estou dizendo. Zambelli não é policial. Fala o que contam para ela, por meio de intermediários e distorce o que ouve. Coloca mentiras como verdades e manipula situações como essa última que envolveu nosso vice-presidente da Fenapef.

Termino citando uma máxima dos policiais federais “Unidos seremos mais fortes”

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here